Encontro Saberes (I com Esther Pillar Grossi 2017).jpg
image (18).png

O Projeto em sua 3ª edição atende à demanda da Secretaria de Modalidades Especializadas de Educação (Semesp) do Ministério da Educação (MEC), consolidando a Rede Ação Saberes Indígenas na Escola em Mato Grosso sob a coordenação da UFMT. A Rede ASIE UFMT é composta pelas IES públicas do estado, a saber: UFMT – Polo Barra do Garças (Campi Cuiabá, Rondonópolis e Barra do Garças), UNEMAT - Polo Sinop (Campi de Sinop e Juara) e IFMT Polo Cuiabá (que conta com a parceria na execução da com a UFMT Campus Cuiabá). A metodologia de trabalho na perspectiva interdisciplinar e intercultural tem por referência a dialogicidade e dialética uma vez que cada polo com seus pares, estratégias metodológicas que melhor atendem as comunidades indígenas dos povos de Mato Grosso que participam deste projeto da Rede UFMT. A formação de professores indígenas considera as desigualdades no diálogo de conhecimentos culturais e linguísticos como problemática nos processos históricos e sociais e ressalta a importância e operatividade dos mesmos na formação intercultural de professores e crianças da Rede em Cuiabá, dos Polos das IES, e das comunidades indígenas. A meta principal é fortalecer propostas de elaboração de materiais didáticos e estudos de alfabetização em línguas indígenas, a partir da formação que se desenvolve em rede, integrando agentes formadores de IES, Secretarias municipal que atendem as escolas e professores das comunidades envolvidas, que em encontros de trabalho responderão as demandas do ensino das línguas indígenas na escolar, criando uma política efetiva de alfabetização voltada à projetos de educação intercultural bi/multilíngue e ao apoio aos processos educativos das comunidades a partir da escola, da produção da escrita e do fortalecimento da oralidade.

Breve Histórico da ASIE-REDE UFMT

Para organizar e coordenar a Rede UFMT, a SECADI/MEC, convidou as professoras Dra. Beleni Saléte Grando e Dra. Áurea Cavalcante Santana, por indicação das lideranças indígenas, decorrente do efetivo trabalho formativo que desenvolveram com os professores indígenas dos povos de Mato Grosso.

A UFMT passou a fazer parte do Programa Ação Saberes Indígenas na Escola, no ano de 2015, a convite da SECADI/MEC, em cumprimento à política de implantação de programas específicos para formação de professores indígenas e à produção de materiais didáticos diferenciados. Dado esse que consta no ofício de 05 de julho de 2016, encaminhado à reitora da UFMT, Dra. Maria Lúcia Cavalli Neder, pela coordenadora geral, Dra. Beleni Saléte Grando, no qual explica: “[...] primeira reunião da Rede se deu por meio da realização, em 2015, do I Seminário de Formação sobre os Saberes Indígenas de Mato Grosso na UFMT, no dia 06 de abril nas dependências PPGE.”

No Plano de Trabalho 2016/2017 do programa Ação Saberes Indígenas, na Escola Rede UFMT, está descrito que para o desenvolvimento das ações formativas foi firmado um Termo de Cooperação com as unidades da UFMT em Cuiabá e Barra do Garças, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), a Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), campus de Juara e de Sinop, os Centros de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (CEFAPROS/SEDUC) de Cuiabá, Tangará da Serra e Barra do Garças e a Secretaria Municipal de Educação de Sapezal. Deve-se ressaltar que as instituições disponibilizaram docentes para atuar no ASIE, visando atender comunidades dos povos Apiaká, Bororo, Chiquitano, Kayabi, Kayapó, Munduruku, Nambikwara, Paresi, Terena, Umutina e Xavante.

De acordo com o Plano de Trabalho, as equipes que compõem a Rede UFMT são vinculadas às escolas indígenas das aldeias dos povos ora citados, atendidos numa dinâmica de polos que agrega professores, pesquisadores e lideranças indígenas definidos por suas comunidades, técnicos e professores não indígenas que se disponibilizaram com o aval de suas respectivas instituições para o trabalho de formação.

Para visualizar a atribuição dos sujeitos que fazem parte da ASIE, apresento no quadro 01 a constituição regional da Rede UFMT no formato de “Polos”, conforme o Plano de Trabalho cadastrado no Sistema Integrado de Monitoramento e Controle da SECADI/MEC.

 

Fonte: Leures Athaide da Silva. A formação de professores e a alfabetização indígena: aprendizagens interculturais no projeto Ação Saberes Indígenas na Escola – polo CUIABÁ. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Link: https://de74637f-f1c7-49e3-b683-c1f73f0d4c8b.filesusr.com/ugd/ba96d8_4aefe9954f984d9c88832e340a80e021.pdf

Os pioneiros - REDE ASIE-UFMT

saberess 11.png